O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

RESPOSTAS DA SEMANA

Olá! Deixo-vos as respostas da Dra. Filipa para as dúvidas desta semana. Bom fim de semana, beijinhos a todas!

consultório respostas da semana

Lúcia Ochoa ·

Boa noite Dra Filipa! Tenho uma princesa com 17 meses e a minha questão é relativa ao número de iogurtes recomendados por dia, uma vez que tenho receio de que em exagero faça mal ao organismo dela. Obrigada!

Olá Lúcia,

Não existe um número recomendado. Tem que ter atenção e não exagerar na quantidade total de produtos lácteos por dia, para não comprometer a ingestão de outros alimentos e a absorção do ferro. Mas pode dar até 1 a 2 iogurtes por dia – iogurtes naturais, não açucarados, sem sabores – desde que note que a sua filha fica bem disposta e que tolera bem.

Raquel Guimarães

Boa tarde Dr.ª, A minha filha tem 3 anos e descobri sofre de obstipação há cerca de 3 semanas, da pior maneira. Ao fazer cocó que estava muito duro feriu o rabinho e a partir daí começou a recusar fazer cocó e xixi. O xixi já está normalizado, já faz no pote mas o cocó, só na passada sexta feira é que começou a fazer por ela própria mas nas cuequinhas, recusa-se a fazer cocó no pote. Nesta altura o que eu quero é que ela faça e depois virá uma nova fazer de reeducação. Ela está a tomar Casenlax, estava a tomar uma saqueta por dia mas de há dois dias p/ cá começou a tomar 2 1 de manhã e outra à noite, pois ela continua a fazer à bolinhas, não são duras, são maleáveis. Ontem por exemplo fez 5 vezes, da 1.ª vez fez bastante mas das restantes fazia pouco. A Mariana tem um problema c/ a alimentação, come tudo passado, desde a sopa, à fruta, à papa. Na sopa retirei o arroz e a cenoura e estou a pôr pouca batata, a sopa é muito verde, estou a pôr abóbora, cebola, feijão verde, alface, couve flor, courgete, espinafres, couve galega, estas coisas alternadamente, estava a pensar experimentar a pôr o arroz integral, o que acha? Na sopa estou a pôr bife de peru, acha que deva colocar outro tipo de carne, mais alguma coisa que deva por na sopa?. Na fruta estamos a pôr, maça, pêra, ameixa, kiwi e laranja, mais alguma fruta que deveríamos acrescentar? Não gosta de iogurtes mas queria inserir na alimentação dela, mas não sei como e que tipo de iogurte lhe devo dar. Ela gosta muito de bolachas de água e sal, deixei de lhe dar, estou a dar bolachas Maria ou então umas tostas integrais. Comecei a comprar pão integral. É uma criança que ainda não anda na escolinha e como tal não corre, salta muito, tem atividades um pouco parada. Dr.ª Pedia a sua opinião e que me desse alguns conselhos s/ a alimentação alimentos a evitar e alimentos que deva prevalecer na alimentação dela. Foram dias de desespero p/ nós pais e para ela também, pois c/ o medo ela suportava o cocó e o xixi. Ajude-nos. Obrigada Raquel Guimarães 

Olá Raquel,

Quanto à questão da obstipação parece-me estar tudo bem orientado, agora é uma questão de ir gerindo a dose do medicamento com o Pediatra Assistente em função da evolução da Mariana. Esta situação pode complicar a fase de retirar as fraldas, mas com calma vai tudo regularizar.

Em relação à alimentação, era muito importante que a Mariana começasse a comer alimentos sólidos, não passados. Deve ser firme nessa questão (claro que terá de haver um período de adaptação). Não só é fundamental para a educação alimentar (aprender a distinguir os sabores, as texturas), como é também importante para regularizar o trânsito intestinal.

Em relação aos legumes escolha sobretudo os legumes verdes, em relação às frutas dê também manga e papaia (além dos que falou). Os iogurtes podem ser naturais, não açucarados e dados ao lanche com fruta, por exemplo. Quanto ao pão é de facto melhor o pão integral, como referiu. Não se esqueça de oferecer muita água durante o dia.

Não vale a pena pensar numa dieta restritiva, embora, como referiu, alguns alimentos mais obstipantes não devam ser oferecidos em excesso. O ideal é tentar oferecer uma grande variedade de alimentos saudáveis. É também importante a actividade física (mesmo não andando na escola) – tente sair com ela diariamente uma a duas vezes para ir ao parque, andar e brincar.

Espero ter ajudado.

Filipa Dias

Bom dia Drª Filipa, Tenho um filho de 5 anos que adora as minhas mamas! Nunca tivemos preconceitos com a nudez em casa, mas sempre que ele me vê nua ou com decotes, vai logo mexer! A minha questão é no sentido de me aconselhar como devo reagir: se por um lado o rejeitar, tenho medo que comece a identificar a nudez/sexualidade como algo mau, o que não quero. Mas por outro, tenho receio de ser permissiva demais. Não sei bem qual é o meio-termo e gostava que me ajudasse nesse sentido. Muito obrigada, Filipa Dias

Olá Filipa,

Esse comportamento faz parte de uma natural curiosidade nesta fase de crescimento. O que não quer dizer que tenha de o deixar fazer o que quiser. O meio termo tem de ser aquele com que se sentir confortável. Com 5 anos o seu filho já vai perceber perfeitamente se lhe explicar que não gosta de determinado comportamento dele. Pergunte-lhe o que ele sentiria se os pais ou outra pessoa lhe fizessem o mesmo. Sente-se com ele e converse – ponha-o à vontade para fazer as perguntas que entender e pode até comprar um livro sobre o corpo humano adequado à idade dele. Vai ver que é uma siuação passageira.

Cláudia Margarida Paiva

Bom dia Drª Filipa, Tenho um filho com 6 anos, e de à uma semana para cá, estamos a notar um decréscimo do apetite dele, mesmo nos pratos que ele mais gosta, come muito pouco. Queixa-se com muita frequência com dores de barriga. A minha questão é, se devo procurar já ajuda médica para esta situação ou se devo aguardar mais alguns dias para ver se esta situação passa. Muito Obrigada Cláudia Paiva

Olá Cláudia,

Pode ser uma alteração intestinal (eventualmente provocada por um vírus). Se não tem febre, vómitos, diarreia abundante ou outros sintomas, não me parece urgente procurar já um médico. Tente oferecer bastante água, dar pequenas quantidades de alimentos de cada vez e tentar ir ao encontro do apetite dele (cortando completamente os doces e refrigerantes). Se a situação persistir mais tempo sem melhorias, ou se surgir algum outro sintoma, então deve procurar observação médica. As melhoras!

Margarida Gomes

Boa tarde Dra Filipa! O meu filho tem dois anos e meio e está a atravessar uma fase difícil (digamos assim 🙂 ). As duas questões que me preocupam são o desfralde e a alimentação. Quanto ao desfralde tentei uma primeira vez no verão passado mas vi que era muito cedo pois achei que nem ele nem eu estávamos preparados e acabei por parar. Voltei a reiniciar há cerca de um mês mas está a ser muito complicado. Logo no início ele fez dois dias seguidos chichi no pote, o que me deixou optimista, mas depois disso não voltou a fazer uma única vez. Ele senta-se e fica por alguns minutos mas não faz nada. Aconteceu já várias vezes ele estar um pedaço sentado sem fazer e logo que se levanta faz no chão. Já lhe comprei o livro do pote com autocolantes, cuecas giras, recompensas, eu e o pai levamo-lo connosco quando usamos a sanita mas nada tem resultado. Estou completamente frustrada pois não sei o que mais fazer. É normal isto ser tão demorado? Li que se um momento para o outro a coisa acontece. Será mesmo assim? A questão da alimentação tem a ver com o facto de ele comer muito pouca comida de prato e ser muito resistente a experimentar qualquer coisa com que não esteja familiarizado. Come bem a sopa, iogurtes e fruta mas de resto não. Sempre foi assim mas agora piorou. Por vezes rejeita sem sequer provar. Será uma fase? Costumava dar-lhe a sopa antes do prato e agora passei a dar-lha depois e deixei de lhe dar snaks entre o pequeno almoço e o almoço e entre o lanche e o jantar para ver se fica com mais apetite mas não tem resultado. Esta preocupação não tem tanto a ver com o crescimento dele pois tem sido perfeitamente normal, mas com o facto de eu querer que ele tenha uma alimentação variada. Peço desculpa pelo testamento… Muito obrigada Margarida Gomes

Olá Margarida,

Ambas as situações que descreve são normais e acontecem com muitas outras crianças, acredite… São fases um bocadinho desesperantes, em que nos parece que as coisas nunca se vão resolver, mas de facto… resolvem!

Em relação ao treino dos esfíncteres mantenha tudo o que está a fazer, tentando não se zangar com ele quando acontecem os acidentes (eu sei que é difícil..). Encare a situação com normalidade e vai ver que um dia ele vai decidir que vai começar a fazer chichi como os crescidos.

Em relação à alimentação também está a fazer tudo correctamente. É muito frequente esta aversão a alimentos novos. Insista para que ele prove (explique que depois não tem de comer se não gostar). Ponha vários alimentos à disposição dele e deixe que ele os explore com as mãos e que decida o que vai experimentar – nesses períodos não esteja em cima dele a ver se ele come, o melhor é afastar-se e deixá-lo pensar que não lhe está a prestar atenção. Esta fase de calor também provoca uma diminuição do apetite, por isso não se preocupe, sobretudo porque ele tem um crescimento adequado. Espero ter ajudado.

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da semana

Untitled copy

Marisa Fernandes

Boa Tarde Dra Filipa,
A minha menina tem 26 meses e, muitas vezes, recusa o leite. Como já bebe do nosso, por vezes intercalo com leite gordo. Entretanto, no meio de tanta recusa, vou fazendo papa e Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da Semana

Dra-Filipa

Catarina Massa
Olá, boa tarde.
Tenho uma bebé de 3 meses e meio e, aos 3 meses, a minha mãe Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da semana

 

Ana Teresa Duarte Carvalho

Boa tarde. Tenho uma bebé de 2 meses e meio. Até há uma semana atrás adormecia sozinha, chorava apenas quando ficava sem chupeta. Era só voltar a dar-lha e acabava por adormecer, quer fosse na espreguiçadeira quer fosse no berço. De há uma semana para cá não adormece sozinha. Chora bastante e só consigo acalma-la embalando-a ao colo. Se insisto em a deixar a chorar quase que tem espasmos. Além disso agora só faz sonos pequenos. A que pode dever-se esta alteração de comportamento e o que devo fazer?

 

Olá Ana Teresa,

Mesmo os bebés que são mais “bonzinhos” para dormir passam por fases em que sofrem alteração do padrão de sono, com sonos mais curtos ou mais dificuldade em adormecer. Frequentemente isto está associado a surtos de crescimento/desenvolvimento. Não sei se está a amamentar ou a dar leite adaptado, se for este o caso, verifique se não precisa de aumentar a Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório da Semana – Respostas

post-consultorio1

Aqui ficam as respostas ao Consultório da Semana 🙂 Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da Semana

post-consultorio1

Aqui ficam as respostas ao Consultório da Semana 🙂 Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da Semana

post-consultorio1

Como habitual às Sextas-feiras, aqui vão as respostas da semana. Bom fim de semana a todos! Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da Semana

post-consultorio1

Olá a todos! Em baixo, as respostas da Drª. Filipa às questões desta semana. Desejo-vos um ótimo fim de semana 🙂 Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Consultório – Respostas da semana

Consultório da semana

Olá a todos, espero que estejam a ter um óptimo fim de semana. Deixo-vos as respostas desta semana da Drª Filipa, a nossa já conhecida e querida Pediatra. 🙂 Continuar a ler