O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos Olhos do Tomás

A colar autocolantes, reparo que há um bocado torto mas não comento.
– que bem que colaste os teus autocolantes Tomás! Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos olhos do Tomás

Na rua, um senhor dirige-se ao Tomás: Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos olhos do Tomás

– Ah! Também é muito bom voltar para casa, não é Tomás?
– sim, se não fossem os lobos…

Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos Olhos do Tomás

– mãe, como é que se chega à lua?
– de foguetão, Tomás.
– e de foguete não dá?

Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos Olhos do Tomás

– mãe, podes fazer um boneco de neve com a minha plasticina? Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos olhos do Tomás

Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos Olhos do Tomás

Quando está mais cansado, o Pedro faz uns murmúrios de Mimo enquanto lhe faço festinhas para adormecer. O Tomás, na cama ao lado, dez minutos depois dos “mmmmm mmmmm mmmmmm” do irmão: Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos olhos do Tomás

No carro.
– mãe, vamos fazer contas? Tu dizes e eu adivinho!
(Ele não sabe fazer grandes contas com 4 anos, mas aceitei o desafio)
– vamos, Tomás. 2+2?
– 4! Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos Olhos do Tomás

– mãe, hoje aprendi o que é um mamífero. Continuar a ler

O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelos Olhos do Tomás

– Mãe, sabes o que é pior nas mães sem maridos? É que não têm ajuda, têm de fazer tudo sozinhas. Ficam muito cansadas. Continuar a ler