O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Como ajudar o recém nascido a distinguir o dia da noite?

Quando nasce, o bebé não vem ensinado a distinguir o dia e a noite. Enquanto para uns isso surge naturalmente e mais rapidamente, para outros é mais demorado e podem precisar de um empurrão. Por norma, por volta das 6/8 semanas já todos os bebés conseguem distinguir o dia da noite e começam a ser capazes de fazer sonos mais longos e a precisar de cada vez menos interação durante a noite.

Se o seu filho é dos que têm mais dificuldade em perceber que a noite é para estarmos mais calmos e silenciosos e gosta de ter longas conversas a meio da noite, aqui seguem umas dicas de como o orientar nesta distinção.

A ideia principal é mostrar-lhe que o dia é luminoso e estimulante e a noite mais escura e silenciosa, convidando a dormir.

Durante o dia

Quando acorda de manhã, abra as janelas, deixe entrar a luz do dia, e vista-o para perceber que o dia começou. Enquanto dá de mamar ou biberon, converse com ele.

Quando o bebé está acordado e activo, sem mostrar sinais de sono, converse, cante, brinque com ele, legende aquilo que está a fazer.

Aproveite para passear. Ao bebé faz muito bem apanhar a luz do dia diretamente e aos pais faz lindamente sair de casa. Mantenha as janelas de casa abertas e o ruído normal do dia-a-dia.

 

As sestas

Durante as sestas, o ambiente do quarto vai depender muito do bebé. A maioria dos bebés, até uma certa idade, consegue dormir com luz e barulho durante o dia. Podem dormir no carrinho enquanto passeiam, numa alcofa na sala, ou em qualquer outro local onde estejam. Por isso, para estes bebés, não é essencial reproduzir nas sestas o mesmo ambiente do que no sono da noite.

Para outros bebés desde cedo é importante respeitar mais o silêncio e o escuro na hora de dormir e, nestes casos, há que ter este cuidado nas sestas e proporcionar este ambiente calmo que o bebé precisa para ter um sono de qualidade.

De qualquer maneira, é importante realçar que os sonos do dia devem ser mais curtos, para evitar que faça a maior parte do seu sono seguido durante o dia. Se dormir 4/5 horas seguidas durante o dia, pode não só prejudicar o sono da noite como a própria alimentação, pois poderá ter tendência a compensar durante a noite. Não deve por isso deixar o bebé dormir muitas horas seguidas, nem estar muito tempo sem comer durante o dia.

 

No fim do dia

Escolha uma hora para começar a diminuir os estímulos em casa. Leve o bebé para o quarto e mantenha uma rotina de forma a que perceba que chegou a noite e que são horas de dormir.

Cada família tem o seu ritmo e as suas rotinas. Uma rotina pode incluir o banho, uma massagem, música, uma história, o último biberon da noite ou só estar um bocadinho ao colo no mimo.

Seja qual for a rotina que escolher, esta deve ser feita num ambiente mais calmo e menos luminoso.  Os estímulos devem estar no mínimo para que o próprio bebé ganhe tranquilidade. A rotina deve ser consistente.

 

Durante a noite

Durante a noite não é altura para grandes conversas e brincadeiras. Quando tiver que amamentar ou dar biberon ao seu bebé, tente manter as luzes o mais escuras possível e não fazer muito barulho, de forma a não despertar muito o bebé.

Acima de tudo, é importante perceber que estes primeiros meses são de adaptação para todos e podem não ser muito constantes. Devemos baixar as expectativas sobre aquilo que vamos conseguir fazer e o que não vamos conseguir e aproveitar ao máximo estes tempos inesquecíveis.

E não esquecer que cada bebé é único e tem o seu padrão de sono, as suas rotinas. Alguns bebés não precisam de muitas ajudas, outros precisam de mais uns truques. E cada mãe conhece o seu bebé melhor do que ninguém.

Leonor Serrano Martins

Psicóloga Clínica especializada no Sono do Bebé e da Criança

www.osprimeirosanos.com

osprimeirosanos@gmail.com