O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Escola durante as férias? Muito q.b.

No período de férias escolares dividem-se as opiniões entre: deixar os filhos descansar e brincar; realizar um semi-horário que lhes permita manter uma “ligeira” rotina de estudo e ainda quem mantenha um nível de estudo elevado na premissa de começar a adiantar o ano que se avizinha.Todas estas escolhas são, em última instância, legítimas, mas devem ter em consideração vários fatores: idade da criança/jovem; ano de escolaridade; desempenho escolar; motivações e capacidade de concentração.

O período de férias deve ser aproveitado naturalmente para descansar, recarregar as baterias, criar memórias e acima de tudo permitir um distanciamento saudável da escola. No entanto na necessidade de colmatar algumas áreas importantes ampliando as competências e não perdendo também o completo fio à meada, há pequenas atividades que podem ser feitas mas que devem, essencialmente, promover momentos de boa disposição.

Em tenras idades e essencialmente nos primeiros ciclos existe uma atividade que é transversal – Ler. A leitura lúdica, ler por ler, pelo prazer de ler (a pares com os pais ou com amigos) permite não só adquirir conhecimento do mundo como aumentar o vocabulário e ampliar a competência ortográfica.

Para além da leitura a realização de jogos: jogos de tabuleiro; jogos de grupo; jogos tradicionais, envolvem também competências subjacentes que estão a ser trabalhadas de uma forma imperceptível com um óptimo ponto a favor –  Eu divirto-me enquanto estou a aprender.

O uso de fichas muito formais pode não ser a melhor escolha. Torna-se uma colagem ao espaço escola, a um espaço mais formal que não deve ser coincidente com o período de férias. Os exercícios com estrutura mais formal podem fazer sentido em adultos, quando o nível de motivação e a estrutura interior permitem uma capacidade para gerir tempos e expetativas.

Com as crianças aproveitemos o tempo de férias para brincar, porque quando brincamos e especialmente acompanhados pela família e amigos, há aprendizagens que estão a ser feitas. Aprendizagens importantes.

 

 

Joana Almeida

Professora

Tutora da Aprendizagem

Oficina da Psicologia