O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

Pelo mundo das crianças… Vamos brincar?

brincar-com-as-criancas-o-nosso-t2-blog

Neste artigo queremos levá-lo a olhar de uma forma diferente para o brincar das crianças! Sim, olhar de forma diferente, incluindo-se no seu mundo e permitindo que conheça o impacto tão significativo que um simples momento de brincadeira entre pais e filhos pode ter na vida de uma criança!

Primeiro que tudo, gostávamos de lhe dizer que as atividades de brincar ou jogar são tão importantes para o bom desenvolvimento emocional das crianças como a alimentação o é para o crescimento físico. Imagine que o simples brincar pode ter uma série de efeitos positivos no desenvolvimento da criança, nomeadamente:

  • Permitindo à criança conhecer o mundo que a rodeia, conhecer-se a si mesma (o que lhe dá prazer e o que lhe causa ansiedade);
  • Permitindo expressar emoções no brincar (simbolicamente), que depois serão vividas no mundo real, como a satisfação, a alegria, os medos, os conflitos…);
  • Estimulando a criatividade e a imaginação, fantasiando no mundo do brincar e fazendo pontes para a realidade;
  • Aliviando tensões que vão sendo acumuladas (raiva, revolta, agressividade…);
  • Permitindo observar, imitar e experimentar transformações significativas;
  • Estimulando a comunicação – importante para o processo de socialização.

Quando brincamos com os nossos filhos, esse momento terá um impacto tão significativo na medida em que: está a dizer-lhes que são importantes para si, que estar com eles é uma prioridade; dá-lhes a oportunidade de os conhecer melhor e de estabelecer uma relação mais enriquecedora e completa; está a criar-lhes boas recordações de infância; está a contribuir para o desenvolvimento de uma pessoa feliz e confiante.

Como não poderíamos deixar de fazer, damos-lhe algumas dicas para que possa por em prática sempre que for brincar com os seu filhos: permita que a criança tenha um clima de liberdade, de descontração e de alegria; respeite a sua iniciativa (é ela quem manda!); não compare com outras crianças, não critique nem corrija; elogie, sempre que possível, os seus sucessos!

Para que compreenda o verdadeiro impacto do processo de brincar com as crianças, dizemos-lhe que um estudo realizado pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra comprovou que brincar 10 minutos diários com os filhos em idade pré-escolar, de forma cooperativa, contribui para reduzir perturbações de comportamento nas crianças. Já imaginou se o fizer ao longo de todo o desenvolvimento dos seus filhos?

Brincar faz parte do processo de crescimento e torna as crianças mais felizes… Por isso, brinque, brinque, brinque… Mostre-lhe que, apesar das regras e dos limites que lhe impõe, ela é muito importante para si e que pode ter momentos de qualidade consigo.

 

 

Natália Antunes
Psicóloga Clínica
Oficina de Psicologia