O Nosso T2, por Tânia Ribas de Oliveira

A criança que foi teria orgulho da pessoa que é hoje?

Pare, pense, recorde…Orgulho

Em criança, o mundo não tem limites, o tempo é infinito, as distâncias não existem, os horizontes são infindáveis e não existem impossíveis. A criança sonha acordada sobre o que vai ser quando for ‘grande’, segundo os seus gostos, sem colocar obstáculos. Imagina que alcançará ‘grandes coisas’ e ‘grandes feitos’.

Quer ser muitas coisas, ir a muitos sítios, deslumbra-se com a beleza do mundo, de tudo o que a rodeia com facilidade, perde-se na brincadeira, arrisca vezes sem conta na demanda da descoberta da vida. Talvez não se recorde de quando aprendeu a andar, das vezes que caiu e se levantou, das vezes que tentou até conseguir, das lágrimas que caíram e que rapidamente passavam e surgiam os sorrisos como se nada se tivesse passado.

À medida que foi crescendo foram-lhe ensinando a linguagem da sociedade, das regras, do caminho certo e errado, do que é possível e do que não é, que tudo deve ser ponderado e que é arriscado, imagine-se, arriscar; por vezes, com as intempéries, ciclos e desafios, perde o rumo, esquece-se de sonhar, de acreditar em si e no que é possível alcançar.

Quando iniciou o seu caminho, ainda em criança, tomava decisões e visualizava-se no futuro, como gostaria de viver, em quem gostaria de se transformar, o que gostaria de fazer… E hoje? Sim, e hoje? Até que ponto se sente hoje orgulhoso de si próprio(a). Lembre-se de si em criança, o que é que essa criança lhe diria agora?

Orgulho 1

Realizando um balanço da sua vida neste momento, está alinhado com a sua visão? Concretizou os sonhos de criança? É quem é e sempre quis Ser? Sente-se perdido? Olhando para trás, como pode afinar o caminho no presente?

Talvez seja o tempo de não aguardar mais tempo, redefinir os seus horizontes, o que procura e quer conquistar, de retomar a sintonia com a vida. A pessoa que é hoje, está preparada para se conhecer e se tornar a melhor versão de si própria?

Essa pessoa que sonhou ser em criança vai permitir-lhe conquistar o que almeja e tudo o que irá descobrir nesse processo de auto conhecimento e redefinição de si e do seu caminho será um desafio fantástico de descortinar passo a passo, pois afinal de contas o caminho faz-se caminhando.

Para ser grande, sê inteiro
Sê todo em cada coisa.
Põe quanto és no mínimo que fazes.

Ricardo Reis
Mind | Psicologia Clínica e Forense
Centro de Escritórios Panoramic
Avenida D. João II, Lote 1.19.02, Escritório 6.06
1990-019 Lisboa – Parque das Nações
+351 913 121 559
https://www.facebook.com/mindforense